FANDOM


Antiva, é uma nação plutocrática, localizada ao leste de Thedas. Apesar de possuir poucos recursos advindos de suas próprias terras, a localização de Antiva o torna um grande centro comercial no norte. Sua capital é a Cidade de Antiva, a qual é conhecida como ''Cidade da Mentira'' e fica no meio de sua costa, sendo uma das mais afortunadas cidades em Thedas.

O comércio de vinho em Antiva, impulsionado por suas vinhas frutíferas e uma abordagem agressiva para as práticas comérciais com outras nações, é um dos principais recursos da região, permitindo uma relativa prosperidade a seus habitantes.

Geografia Editar

Antiva é delimitado pela Baía de Rialto e Rivain a leste, o Império Tevinter a oeste e as Marchas Livres ao sul. A região possui uma clima quente e agradável do nordeste de Thedas. Grande parte de Antiva é litoral, o que explica a sua natureza marítima. Cinco de suas maiores cidades são cidades portuárias, incluindo sua capital.

- Assentamentos Editar

  • Cidade de Antiva
  • Rialto
  • Seleny: uma cidade em um rio, famosa por suas pontes e esculturas.
  • Treviso
  • Bastion
  • Salle
  • Genellen
  • Brynnlaw

- Regiões Editar

História Editar

Em tempos antigos, Beregrand, um anão do Reino de Gundaar, com sua impressionante sabedoria e habilidades, ajudou as cidades-estado de Antiva a expandir, fortemente, o seu poder naval.

  • -30 Era Antiga: Antiva evolui para uma nação de plenos direitos.
  • 1:45-95 Era Divina: A Capela se expande para a parte leste em Antiva
  • 2: 33 Era Gloriosa: As cidades de Antiva se unem sob uma bandeira em comum para defender-se contra o avanço de Fyruss, o Rei de Starkhaven.
  • 4:30 Era Negra: A rainha Asha Campana, conhecida como ''Mãe de Thedas'' nasce.
  • 5:12 Era Exaltada: Com o despertar de Andoral e a ascenção da Quarta Podridão, Antiva é invadida. A cidade de Seleny cai depois do quarto dia de cerco. Toda a família real é abatida e Antiva é quase destruída.
  • 5:24 Era Exaltada: Antiva se livra de todos os ''Darkspawn'' durante a batalha na cidade de Ayesleight, onde Garahel morre depois de derrotar Andoral durante a Batalha de Ayesleight.
  • 5:99 Era Exaltada: Com a recente morte da Rainha Madrigal de Antiva, (encontrada nas profundezas de uma floresta, durante uma suposta caça com quatro espadas de aço fincadas em seu peito, supostamente obra dos Corvos) A Era de Aço é iniciada.
  • 6:32-42 Era do Aço: Antiva é dominada pelos invasores Qunari
  • 6:85 Era do Aço á 7:23 Era da Tempestade: Antiva se livra do domínio Qunari.
  • 7:52 Era da Tempestade: Durante a Segunda Marcha Exaltada, os Qunari capturam boa parte de Antiva e Treviso é queimada pelos exércitos libertadores.
  • 7:84 Era da Tempestade: Com o fim da Terceira Marcha Exaltada, e a assinatura do acordo de Llomerryn, Antiva fica livre da influência Qunari.
  • 8:99 Era Abençoada: Dragões reaparecem dentro de Antiva, logo se espalham por Orlais e Nevarra onde devastam a zona rural. Afim de reduzir o número de dragões, Antiva e aliados tem uma grande perda de vidas.
  • Depois de 9:00 da Era dos Dragões: Começa a época das ''Três Rainhas Muito Malígnas'' : Antiva é abalada por uma guerra civil.

Política Editar

Oficialmente, a linhagem de reis em Antiva permaneceu contínua por 2.500 anos, mas a monarquia é muito fraca e praticamente não possui exércitos. Na realidade, Antiva é uma plutocracia: o verdadeiro poder é conferido pela riqueza que está nas mãos de uma dúzia de príncipes mercantes. Eles não são príncipes no sentido literal mas são chefes de bancos, companhias comerciais e vinhedos, cada um com seu exército pessoal e cada um travado em conflitos constantes com todos os outros. Eles possuem capital suficiente para resolver qualquer dilema diplomático externo com uma bolsa cheia de dinheiro ou ameaça de retirada de comércio.

Apesar da falta de uma tradição militar, há uma razão pela qual Antiva não teme invasões: a infame Casa dos Corvos, a mais eficiente, mais temida e mais cara guilda de assassinos em Thedas. Sua fama é tão grande, que faz com que Antiva não precise de um exército fixo. Nenhum líder está disposta a atacar suas fronteiras ou chefiar suas tropas (devido ao medo de assassinato). Até os Qunari acabaram abandonando a nação.

Ademais, os mecanismos políticos da rainha Asha, a ''rainha mãe de Thedas'' envoveram um exentensivo leque de casamentos políticos entre casas nobres no esforço de estabelecer alianças. Isso deu ao Reino de Antiva, uma significativa proteção política: começar hostilidades com Antiva significa entrar em uma guerra com metade de Thedas.

Uma associação de piratas antivanos se chama Felicisima Armada é o principal poder marítimo na região. A associação ganhou influencia quando os piratas ajudaram as forças aliadas nas Marchas Exaldas contra os Qunari, e agora representa uma séria ameaça no Mar da Vigília. Mercadores abastados, frequentemente preferem pagar os líderes da Armada em vez de arriscar suas cargas em navios comuns.

Comércio e Exportações Editar

Antiva é uma região costeira com portos muito movimentados, o que facilita os acordos de comércio, tanto para pirataria quanto aos negócios legais. Parte desses comércios podem estar sob a proteção dos corvos de Antiva e seus aliados. As exportações de Antiva são numerosas e variadas. A região é conhecida pelos seus incomparáveis vinhos, tão bons quanto o seu café. Também é conhecida pelos seus rubis e diamantes. O trabalho com couro em antiva é particulamente requintado, e os coureiros são invejados por todo o mundo conhecido. Além disso o couro de Antiva tem uma tecelagem fina e seda de grande renome. Os manufatores antivanos também são igualmente excelentes na produção da porcelana, de forma que a luz a irradia completamente, assim como trabalham bem com madeira. A região goza de um comércio saudável com várias nações, incluindo o Império de Orlais.

Cultura e Sociedade Editar

A origem da moderna Antiva vem da aliança de piratas e os ''ne'er-do-wells'' (será traduzido futuramente) que favoreceu uma vida lucrativa e segura em terra, ao invés de uma vida perigosa no mar. Eles fazem sua base na costa oeste da Baía de Rialto que, no entanto, pertencia ao rei de Antiva, a cidade-estado vizinha. Eventualmente, os dois grupos distintos se uniram e formaram um povo, evoluindo para a nação de Antiva, como é conhecida hoje.

Mulheres tem papéis estritamente definidos em Antiva. Elas são consideradas puras e delicadas e não são permitidas em combate, entre outras coisas. Entretanto, é justo dizer que esse é um ideal antivano que nem sempre corresponde com a realidade. Duelos, geralmente não são fatais e são uma maneira de resolver problemas entre a nobreza.

Uma notável mulher na história de Antiva - Inclusive na história de Thedas - é a rainha Asha Campana, também conhecida como  Asha Subira Bahadur Campana, A Gana de Ayesleigh. A filha de mercadores ricos, casou-se com o débil rei Dario Campana, durante A Era Negra, mas não se contentava em deixar que a história passasse por ela. Ela desejou que Antiva tivesse um papel maior e mais poderoso na política Thedosiana. Para este fim, ela casou seus filhos e netos em famílias reais e aristocráticas em todo o continente, levando historiadores a referir-se a ela como a "Rainha Mãe de Thedas". Fala-se que, atualmente, ela possui descendentes em Orlais, Nevarra, Starkhaven, Anderfels, e até mesmo entre alguns magísteres do Império Tevinter.

Satinalia é um feriado Thedosiano. Acompanhada por celebrações não civilizadas, uso de máscaras e nomear o ''tolo da cidade'', como o governante por um dia. Particularmente em Antiva, Satinalia dura uma semana ou mais, enquanto se faz uma semana de jejum.

Pessoas Notáveis Editar

Trivia Editar

  • Antiva é uma cidade ficticia de uma cidade italiana chama Veneza, e foi originalmente chamada de Calabria. O nome foi mudado pois esta é uma região que realmente existe na Itália, embora as cidades de Treviso e Rialto sejam cidades reais italianas.
  • Antivanos, particulamente Zevran Arainai, tem um sotaque muito puxado para o espanhol, chegando a dizer palavras em espanhol. Outro antivano que fala palavras em espanhol é Vincento em Dragon Age II.
  • Em um diálogo com Morrigan, Zevran cita um rumor de uma bruxa se estabelecento nos Pântanos Tellari. Esse rumor se confirma em Dragon Age: O Bosque Silencioso, onde se encontra uma bruxa chamada Yavana nos Pântanos Tellari.
  • O símbolo de Antiva é um dragão dourado
  • De acordo com Zevran, os dalishianos em Antiva são mais violentos que os de Ferelden.
  • Em um ponto durante Dragon Age: O Trono Roubado, Rowan veste um vestido vermelho de Calabria (Antiva)

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória